Por que Spring?
23/04/2017 14:54
0
O que te levou a adotar o Spring? Quais as razões pelas quais é relevante usar Spring em novos projetos atualmente? ?
Tags: spring, relevância


2
 A simplicidade de configurar, pouca intrusão do framework, diminuição do acoplamento ao utilizá-lo, a modularização dos projetos, a ótima integração entre os projetos spring e a fácil customização do framework. É relevante utilizar nos projetos novos por ser confiável, leve e consolidado. Alem de possuir o Spring Boot, que aumenta muito a produtividade do desenvolvedor e diminui a curva de aprendizado do ambiente Spring.


1
O que me levou a adotar o spring foi a grande quantidade de documentação e ajuda disponível. Há muitos bons livros e o framework é amplamente usado e divulgado.
Creio que a relevância do spring está em duas coisas: Na sua comunidade e na forma como o framework torna mais simples conceitos complexos, como injeção de dependências e programação orientada a aspectos.


2
Estava procurando um framework que ficasse entre o JDBC e o Hibernate. Nesse caso topei com o Spring JDBC, e depois de estudá-lo vi que era exatamente o que procurava. Depois de uns 2 anos usando ele nos projetos, precisei desenvolver dentro de uma arquitetura orientada a serviços (SOA), foi nessa hora que resolvi dar uma chance ao Spring WS. No final do ano passado fiquei com vontade de aprender um framework que fosse stateless, pois estou usando JSF ao longo dos últimos 5 anos, e ai comecei a estudar o Spring MVC. Em todas as experiências sempre foi muito desafiador e interessante entender como o Spring consegue atender essas demandas.


0
Levantando uma bola.

Vocês acham que toda a produtividade dada pelo Java8 + Spring Boot + Thymeleaf recolocou o Java em pé de igualdade no quesito produtividade frente a outras ferramentas/plataformas/frameworks para WEB de outras linguagens como Rails, Laravel,  Django, Node.JS, etc. ?

Mais uma vez, uma excelente ideia criar o fórum ;)
24/04/2017 16:52


0
Agora que vi que não respondi ao tópico. Então vamos lá.

Estava cansado mesmo de toda a carga ao servidor e ao "enterprise" das soluções atuais em frameworks Java e busquei algo mais "clean". Primeiramente fui ao Grails, porém ainda se tem alguma resistência quando falamos de GRails para alguns mais tradicionais Java e o Spring (MVC, sempre usei o MVC) se mostrou uma solução muito fluida e natural. O fato do Grails ter sua base em Spring também foi fundamental e começar pelo Spring abriu as portas para que eu apresentasse Grails para alguns amigos.

Pra facilitar ainda mais as coisas, a spring source lança o Boot. Aí pronto, toda e qualquer vontade de sair do Java pra ser mais "light" foi embora, pois os caras realmente pensaram em produtividade. Por isso, remeto a minha pergunta acima. ;)
24/04/2017 18:46


2
Olá Adriano!

Fiz um "pequeno" projeto usando Spring Boot, Spring MVC, Spring Data, Thymeleaf (https://github.com/brunoleonardo/controleTarefas) e achei bastante produtivo. Ainda sou mais produtivo com a dupla JSF/Primefaces, mas tem que considerar que são "paradigmas" diferentes, e que já trabalho com eles a algum tempo também.
Comparando ao Grails que já brinquei um pouco, ainda acho Grails mais prazeroso, talvez pelo fato do Groovy, Scaffolding e do GORM (mesmo usando o Spring Data que é muito bom também).
Mas sem dúvidas que programar com essas "soluções" do Spring trouxe novamente prazer em programar em Java. Algo que parece muito distante no JEE puro.
25/04/2017 14:14


2
Olá pessoal!

Eu só trabalhei diretamente com Spring em um projeto. Na época achei meio trabalhoso fazer todas aquelas configurações. No entanto, mais recentemente utilizei o Spring Boot (para brincar) e achei bem mais fácil e produtivo. Eu uso a família Spring por meio do Grails (Spring MVC, Spring Security, etc).
Um dos motivos de usar o Grails é porque gosto muito do paradigma de convenção sobre configuração. Acredito que o Spring Boot foi um avanço considerável nesse aspecto. Acho legal também a possibilidade de usar Spring Boot com outras linguagens como Groovy e Kotlin (https://spring.io/blog/2016/02/15/developing-spring-boot-applications-with-kotlin). No entanto, mesmo com todos esses avanços, ainda entendo o Grails como uma opção mais fácil e flexível. E no fim das contas, Grails 3 é feito em cima de Spring Boot, então é possível usar todos os recursos do Spring Boot nele, só que mais fácil e produtivo.
O que tenho visto é que no geral frameworks de diversas linguagens estão evoluindo muito, e a decisão deixa de levar tanto em consideração os recursos do framework (já que todos são tão poderosos) e passa a envolver mais a experiência da equipe, facilidade em contratar profissionais, etc.
No entanto, fico bastante contente de ver a evolução do Spring. Agora finalmente respondendo a pergunta, acredito que o Spring é uma opção bem sólida no mercado, bastante segura e estável, bem mais aceita por pessoas mais acostumadas ao Java, com uma grande documentação e comunidade, fatores que o tornam uma ótima escolha.
25/04/2017 15:48



Ainda não faz parte da comunidade???

Para se registrar, clique aqui.


Aprenda Groovy e Grails, Spring e mais com a Formação itexto!

Livro de Spring


/dev/All

Os melhores blogs de TI
em um único lugar!

 
Spring Brasil é mantido por itexto Consultoria.
Em caso de problemas contacte Henrique Lobo Weissmann (Kico) por e-mail: kico@itexto.com.br
Todo o conteúdo presente neste site adota o Creative Commons como licença padrão.